Queremos os jogos

Os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro ainda nem começaram, mas o assunto ‘Olimpíadas’ está dando o que falar aqui na Alemanha. Para quem não sabe, duas cidades – Hamburg e Berlin – pretendem se candidatar para sediarem as Olimpíadas de 2024.

Buscando orientação

Olympia-Banner-180x150pxApenas uma das duas cidades entrará oficialmente com sua candidatura como cidade-sede. Então foi feito uma pesquisa de junto ao público de Berlin e Hamburg. Em nenhum dos dois locais houve uma maioria esmagadora. Em Hamburg, 64% dos entrevistados são a favor da realização dos jogos na cidade; já em Berlin, um pouco menos: apenas 55%.
Esses números no entanto não são decisivos: eles servem apenas de orientação para o DOSB (Federação Alemã de Esportes Olímpicos, sigla em alemão). Considerando esses números e mais o clima do povo, a Federação decidirá qual cidade escolher como candidata.

Outono decisivo

A cidade vencedora ainda não será candidata oficial. Primeiramente, haverá um plebiscito em setembro com toda a população da cidade vencedora. Se a população aprovar, aí sim a Federação entrará oficialmente com os documentos para candidatura. Mas se não aprovar… Bem, aí acontecerá como em München, onde a população foi contra a candidatura da cidade para sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022.
Não está parecendo ser fácil aprovar uma das cidades alemãs como sede dos Jogos Olímpicos. Dando continuidade ao movimento NOlympia de München, tanto em Berlin quanto em Hamburg foram formadas alianças contra os Jogos.
Os principais pontos contra a realização dos Jogos são os gastos enormes feitos com dinheiro dos contribuintes, o aumento da dívida das cidades, o desejo insano de crescimento, a explosão no valor dos aluguéis e os contratos opressivos do Comitê Olímpico Internacional.

O movimento contra os Jogos em Berlin

Há alguns anos a cidade vem sofrendo uma séria de mudanças (muitas vezes negativas). O preço dos aluguéis aumentou demais; áreas verdes e livres têm dado espaço a ‘florestas de concreto’; áreas de grande significado histórico são modificadas para atender interesses de investidores imobiliários e várias obras faraônicas se alongam indeterminadamente sem previsão de término.

NOlympia_IOC
Além disso, a dívida da cidade leva a cortes em programas esportivos para crianças, jovens e adultos. Muitos ginásios, assim como muitas piscinas públicas precisam de dinheiro para conservação e manutenção. E por fim, os Jogos Olímpicos enriquecem uma dúzia dos mesmos de sempre e não reverte em benefícios reais nem para cidade e nem para o esporte local.
Vamos ver o que será decidido. O que você escolheria se pudesse?

 

4 Responses to “Queremos os jogos

  • Só num pais com pessoas sérias, inteligentes, etc não se deslumbram com essa história de olimpíada, pq sabem das sacanagens que acontece, mas no Brasil, país do obaoba, os oportunista ficam eufóricos! Fazer o que, né?

  • Oi, Anônimo!
    Um pouco de espírito crítico não faz mal a ninguém, mas parece que é o que está em falta nos dias de hoje.
    Acho importante avaliar custos e benefícios que esses eventos trazem.
    Um abraço!

  • Oi! Vou em julho para Munich pela primeira vez e estou em dúvida sobre o que vestir. Em quais peças devo invstir?

  • Oi! Tudo bem?
    Arrumar a mala nem sempre é fácil, né? Em geral, a temperatura em julho fica por volta dos 23ºC, mas pode bater 30ºC e até 35ºC. Acho sempre bom trazer blusas leves que podem ser usadas com casaquinhos se for necessário. Echarpes e lenços não devem faltar. Uma capa de chuva e um sapato fechado com sola de borracha vão proteger você quando a chuva cair. A dica é sempre ter coisas leves que possam ser usadas em conjunto ou retiradas caso a temperatura mude.
    Espero ter ajudado.
    Um abraço e curta München!

Deixe uma resposta para Lu Lou Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *