Comendo na Alemanha: legumes e verduras

Já foi falado aqui sobre as frutas que podem ser encontradas na Alemanha. Dando continuidade, o assunto deste post é legumes e verduras. Assim como as frutas é possível encontrar uma grande variedade de legumes, seja de origem alemã ou importado de algum dos quatro cantos do mundo.

Aqui não!

É difícil dizer o que não se acha por aqui, pois as lojas de produtos típicos não deixam faltar este ou aquele legume mais exótico em terras germânicas. Mesmo assim, é complicado comprar inhame, chuchu, cará, mandioca, jiló, quiabo… Esses dois últimos não me fazem a menor falta porque eu detesto! O mesmo não posso falar do inhame: ai que saudade de inhame com uma carne assada ou franguinho ensopado.

Brassica: um grupo com inúmeras espécies

Em alemão, o gênero é chamado de Kohl e por isso ele aparece na denominação de muitos legumes.

Kohlrabi (couve-rábano)

Kohlrabi - Couve-rábano

Koolrabi (Brassica oleracea convar. acephala alef. var. gongylodes) Lizenziert unter CC BY-SA 3.0 über Wikimedia Commons

A primeira vez que eu vi a couve-rábano, pensei que se tratasse de um legume de outro planeta. Achei tão estranho! Até que um dia decidi deixar o preconceito de lado e experimentar. Gostei muito.

As pessoas usam bastante Kohlrabi na Alemanha, Áustria e Suíça, crua ou cozida. Não consigo lembrar de nenhum outro alimento que lembre o sabor dela: é um pouco adocicado, mas não dá para comparar com o adocicado da cenoura ou da beterraba.

O legume estranho é rico especialemente em vitamina C, cálcio, e ferro.

Wirsing (couve-lombarda)

Wirsing - Couve-lombarda

„Wirsingkohl“. Lizenziert unter CC BY-SA 3.0 über Wikimedia Commons

Apesar de não levar Kohl no nome (pelo menos em alemão), a couve-lombarda faz parte do gênero Brassica. Ela tem uma folha verde bem escura com essas nervuras e ondinhas.

Muita gente gosta de usá-la crua decorando saladas, mas eu uso como substituta da nossa couve-galega. Tem uma variedade aqui que é chamada Grünkohl que é mais próxima da couve-galega, ou seja, não forma essa ‘cabeça’ com as folhas fechadinhas. O problema é que o Grünkohl só se encontra no inverno, lá perto do Natal e um pouco depois. E aí como faço a couve para comer com a feijoada? E como fica o caldo-verde?
A solução foi a couve-lombarda que encontra-se praticamente o ano inteiro e o sabor é bem parecido com o do couve.

Spitzkohl (couve pontiaguda/couve de Filder)

Spitzkohl - Couve pontiaguda/Couve de Filder

Spitzkohl: delícia gastronômica

Com a cabeça que parece um cone, é uma couve com folhas bem claras, macia e tem o sabor bem mais suave que o repolho. É usada na preparação do Sauerkraut (chucrute), apesar de hoje em dia o repolho ter tomado seu lugar. Ainda há fabricantes que utilizam apenas Spitzkhol no preparo de Sauerkraut.

Minha dica – cortar ao meio com cuidado para não desmontar e colocar numa panela com água para ferver. Ela fica macia muito rápido, portanto cuidado para não ficar aquela coisa molenga, né? Depois coloque num refratário, jogue queijo ralado (gosto de usar queijo de ovelha), sementes de abóbora, girassol ou nozes picadinha por cima e regue levemente com um pouco de azeite ou óleo. Leve ao forno só para derreter o queijo. Fica muito bom!

Chinakohl (couve-chinesa)

Chinakohl - Couve-chinesa

„ChineseCabbage“ von Jamie Nettles – Eigenes Werk. Lizenziert unter CC BY-SA 3.0 über Wikimedia Commons

Como o nome já diz, essa aí vem da China, onde já era cultivada desde o século V. Muitos séculos mais tarde ela alcançou a Europa. Ela pode ser usada em sopas, refogados e crua em saladas.

As folhas mais firmes da Chinakohl têm durabilidade muito maior que a alface, além de ser mais crocante. Por isso, às vezes prefiro comprá-la e ter folhsa para fazer salada a semana inteira.

Outros legumes pouco conhecidos

Pelo menos para mim, esse legumes só passaram a existir quando vim para a Alemanha…

Pastinake (Chirívia/Pastinaca)

Pastinake - Chrívia/Pastinaca

‘Cenoura’ pálida

Parece uma cenoura que levou um susto e perdeu a cor. Tem um sabor suave e um pouco adocicado. Dá para fazer um purê diferente carnes assadas ou grelhadas. Fica uma delícia! Nunca experimentei fritar, mas tem gente que faz chips de chirívia.

Fenchel (funcho)

Fenchel - Funcho

„Fenouil“ von Arnaud 25 – Eigenes Werk. Lizenziert unter Public domain über Wikimedia Commons

Erva-doce, finóquio ou funcho: aqui prepara-se pratos com a raíz. Não me lembro de ter comido funcho no Brasil, apenas de ter usado as sementes secas para fazer chá ou colocar no bolo de fubá.

O funcho é usado em saladas e como acompanhamento de peixes. É considerado por muitos uma delicadeza culinária.

Rhabarber (ruibarbo)

Rhabarber - Ruibarbo

„Rheum rhabarbarum.2006-04-27.uellue“ von Dieter Weber (User:Uellue) – own work. Lizenziert unter CC BY-SA 3.0 über Wikimedia Commons

Apesar de ser um legume, ele é mais utilizado na preparação de geleias, compotas e bolos, como se fosse uma fruta. Muito comum também é o suco de ruibarbo.
Nunca tinha ouvido falar muito menos visto esse legume. Ele tem um azedinho gostoso que cai bem nas receitas doces.

Eu já vi! Não comi, mas ouço falar

Petersilienwurzel (salsa de raíz) parece com a chirívia. É usada em sopas, ensopados ou comida crua.

Petersilienwurzel - salsa de raíz

“Wurzelpetersilie Wurzel” by User:MarkusHagenlocher – Own work. Licensed under CC BY-SA 3.0 via Wikimedia Commons

Schwarzwurzel (escorcioneira) é considerada especial nos dias de hoje, uma vez que o consumo caiu no passado e depois retornou às receitas como produto refinado. Usa-se em ensopados, empanada, como acompanhamento de carnes, cozida apenas na água e sal.

Schwarzwurzel - escorcioneira

Irmã muito magra da mandioca?

Você já comeu algum desses legumes?

11 Responses to “Comendo na Alemanha: legumes e verduras

  • Tem também o Sellerie, que aqui no Brasil usamos só os talos (salsão ou aipo), mas na Alemanha encontrei a raiz (Knollensellerie) e me apaixonei, tanto para comer acompanhando carnes quanto uma bela sopa.

  • É verdade, Bárbara! Algumas coisas ficaram de fora… o post já estava longo demais 😉
    Sabe que nunca comi Knollensellerie? Vejo sempre nos supermercados. Acho que vou me animar e experimentar rsrsrs. Você refoga ou utiliza ele cru para acompanhar carnes?
    Um grande abraço!

  • Que triste, amo mandioca, gosto de tirar ela do fogo e colocar manteiga em cima, que delícia. Por outro lado, o sabor deve ser bem diferente né, imagina o quanto a bichinha não viajou pra chegar até aí rsrsrs. Digo isso porque até o gosto da goma daqui de São Paulo é diferente da que tem na Bahia, minha colega viajou pra lá e me trouxe um pouco, fizemos tapioca ontem e nos deliciamos com o sabor, até a textura e diferente.
    Bem diferente esses legumes *-*

    bjsss

  • Mandioca (pra mim aipim rsrsrs) é bom demais! Geralmente acho mandioca/aipim nos mercados africanos ou asiáticos. Olha, eu sinto uma diferença sim, nada que me impeça de comer amarradona kkkk Quem não tem cão, né? 😉
    Beijos

  • Eu tenho o Kohlrabi em casa,mas eu nao sei como preparar,gostaria de saber se alguem aí tem alguma dica para me dar.
    Beijo!

  • Oi, Sirleide

    Que legal: você tem Kohlrabi em casa!

    Olha, eu costumo cortar em palitinhos e comer crua mesmo. Acho uma delícia. Você pode também cortar em cubinhos, palitinhos ou em fatias finas e passar um pouco na manteiga que fica muito gostoso.

    Beijo!

  • Minha receita com Kohlrabi é:
    300g de carne moída
    Raspar 2 Kohlrabi
    Raspar 5 cenouras
    Raspar 1 Repolho pequeno
    Tempere a carne moída com alho e pimenta e sal e a leve ao fogo, depois adicione os legumes e tampe a panela até os legumes estejem ao ponto.
    A minha mãe chama essa receita de mistura fina :).

  • Moni,
    deve ficar uma delícia essa receita! Vou experimentar 🙂
    Obrigada.

  • Oi Lu! Um ano depois do post cai aqui pelo google procurando "schwarzwurzeln parece mandioca?"! Alguma chance de voce ja ter uma resposta pra essa? Se nao, voce sabe se encontro essas lojas africanas ou asiaticas aqui em Frankfurt? Obrigada

  • Oi, Renata!
    Olha, Schwarzwurzel NÃO é mandioca. Não tem a textura nem o gosto de mandioca. Então não dá para usar uma pela outra 🙁
    Como moro muito distante de Frankfurt, não tenho uma loja para indicar onde comprar mandioca.
    Boa sorte!

Deixe uma resposta para Renata Rabuske Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *