Alemanha tropical

A ideia desse artigo surgiu numa troca de comentários lá no Facebook com a blogueira muito gente boa Tatiana Santos. Tudo começou quando entre os dias 14 e 23 de junho, a temperatura subiu em várias partes da Alemanha. Nessas situações, surge logo a pergunta: mas faz calor na Alemanha?

O termômetro na minha varanda marcou 38 graus nesse período e na madrugada de quinta, dia 20, foi difícil dormir. Com o abafado que estava, tive que deixar as janelas abertas, mas aí veio outro problemas: a nuvem de mosquitos. A explicação é a primavera tardia e as temperaturas altas, seguidas de temporais. Na verdade, nunca tinha visto tanto mosquito por aqui. Tem tanto que os repelentes já estão escassos nas drogarias e mercados.
Comparado a certas áreas no Brasil, uma semaninha de temperaturas acima de 30 graus é moleza. Não deixa de ser verdade por um lado, mas por outro não se deve menosprezar o verão europeu. Especialmente na parte leste da Alemanha, a tendência é invernos rigorosos e verões secos e quentes. Além disso, tudo aqui está preparado e orientado para o frio. Por isso, mesmo sendo curto, o verão pode causar um certo desconforto sim.
Bem, a primeira e única vez que passei mal por causa de calor na vida foi ironicamente na Alemanha. Foi em 2003 durante o chamado verão do século na Europa. Várias cidades registraram temperaturas jamais vistas até então. Tinha passado por Madrid onde bateu 46 graus. Em Berlin não estava tão quente, mas o sol lascava e a cidade era um abafado que mal dava para respirar. E daí que durante um passeio no parque, a cabeça girou, a pressão foi lá pra baixo e só tive tempo de anunciar que ia desmaiar… E pimba! Lá estava o corpo estendido no chão! Nada muito sério; nada que sombra e água frescam não resolvam, mas eu virei motivo de chacota pelo resto do fim de semana: a brasileira que não aguenta o inofensivo (?) verão alemão.

Janela de pombo

Janelinha de pombo

Janela de pombo: só aquela pequena parte superior é que abre, ou melhor, inclina

Vamos começar pelas janelas nos transportes públicos. As janelas são pequenas e não abrem totalmente, apenas ficam inclinadas. Elas devem ter uma abertura de 15 cm no máximo. Acho que foi por isso que pensei num pombo passando apertadinho por aquela brecha. Não há ventilador e muito menos ar-condicionado. Apenas uma parte da frota aqui em Berlin está equipada para enfrentar o calor. Agora imagine um trem ou um ônibus cheio, com gente indo para casa depois de um dia de trabalho, com turistas que estavam andando pela cidade desde cedo e com crianças que bricaram e pularam no pátio da escola e só essas janelinhas de pombo para fazer o ar circular. Difícil, viu?

Ventilador e ar-condicionado

O que é isso mesmo? São itens inexistentes nos domicílios. Até hoje só estive em uma casa com um ventilador minúsculo. Não pense que escritórios, bancos, lojas e repartições estarão geladinhas com o ar-condicionado bombando. Assim como nos transportes, a maioria também não está equipada com esse objeto das terras tropicais.

Sol fajuto

Vai nessa! Já cometi essa asneira. Eu me achando, né, com anos de praia, verões escaldantes, muito pé queimado na areia… imagine se um solzinho desses poderia me atingir. Fui tão abusada que achei que podia até tirar um cochilo gosto com aquele ventinho do mar… Acordei um pimentão! Além de ardida, fiquei queimada mais de um lado do que de outro (vergonhoso) e depois ainda descasquei.

Claridade

Não é um problema, mas se você é uma pessoa que gosta de dormir no escuro, tanta claridade pode perturbar. Quanto mais para o norte da Alemanha mais tarde começa escurecer. Nessa semana da virada da primavera para o verão só começa a ficar escuro após às 22 horas. No entanto, às 3 da manhã já começa a clarear! Ou seja, aquele céu azul escuro profundo só dura umas horinhas. Com isso, os pássaros já começam a fazer a festa. Levantar rapidinho, tipo lá pela 4 da manhã, para ir ao banheiro ou beber um gole de água e voltar para a cama? Sem chance!
Realmente o verão é curto por aqui e temos que aproveitar ao máximo. Dificilmente as temperaturas permanecem por muito tempo acima dos 30 graus. Alô, São Pedro! Não interprete mal esse artigo. A intenção foi mostrar que nessas condições quando vem uma onda de calor, com termômetros marcado 35 e até 40 graus, pode ser de arrasar.

Você já passou algum verão fora do Brasil? O que achou?

10 Responses to “Alemanha tropical

  • A-MEI! *-*
    Lu, você é genial! Sempre morri de curiosidade para saber como é o verão na Alemanha.

    Um amigo já comentou comigo sobre as noites em claro, literalmente. Garanto que esse fator me incomodaria muito. Não consigo dormir nem com a claridade da lua, imagina com a do sol?

    Não me surpreende o fato de não ter ar-condicionado e janelas preparadas para o verão. Como você mesma destacou, é um período curto. Faz mais sentido ter tudo adaptado para as baixas temperaturas.

    Quando eu for conhecer esse país liiiiindo, procurarei fugir do verão, viu? Já basta sofrer com o calor no Brasil, rssss.

    Obrigada pelo post.
    Super beijo!

  • Obrigada, Tati 🙂

    Você é das minhas. Também gosto de dormir no escuro, mas como é quase impossível que eu vá dormir às 22h, quando vou para cama já escureceu de qualquer maneira. Pra mim a questão maior é começar a clarear às 3 com pássaros cantando. É lindo, mas de certa forma incompatível com a vida noturna rsrsrs

    Sou suspeita para falar qual é a melhor estação para visitar a Alemanha porque gosto de todas. Só digo uma coisa: recomendo categoricamente sua visita durante o verão! Vale muito a pena passar por uma onda de calor dessas 😉

    Bjs grande!

  • Lu, verdade sobre os mosquitos…. rsrsrsr
    Aqui também apareceu, ave!
    Sobre as janelas e o ar condiconado Ivan explicou isso aos meus pais, ou seja, ao contraio do Brasil que não colocará calefação devido ao pouco tempo de frio e nem tanto frio que justifique…
    beijosss

  • Que post ótimo!
    Lu, concordo com tudo! O verão aqui pode ser bem arrasador quando as temperaturas estão mto altas. Eu venho do Ceará e deveria estar acostumada com o calor, só que não. Eu sempre detestei muito calor. Lá pelo menos tinha a brisa do mar, aqui não. O calor é de rachar o quengo mesmo.
    Teve uma semana aqui bem quente, fui de bicicleta pro trabalho e tive que empurrar, pq comecei passar mal e quase desmaiei. O que adoro são dias ensolarados, com temperatura em torno dos 23-25! São perfeitos!
    Quanto aos insetos, eu ando louca aqui em casa com umas vespas que resolveram se instalar num esconderijo entre a porta que dá pro jardim e a parede, não sei o que fazer…pior que um dia deixei a porta aberta e elas invadiram minha sala! hehehehe
    beijinhos
    Ana

  • Pois é. O que acho engraçado é que a temperatura nem é tão alta (exceto alguns dias rsrsrs) mas é um calor estranho, não é? Nossa! Sentir-se mal de bicicleta não é nada bom… Ainda bem que você conseguiu ir empurrando pelo menos.

    Ana, eu estou ficando louca com os mosquitos!! Eles estão picando por cima da calça jeans, das meias, seja lá o que for. Fiquei com um calombo no pé exatamente onde bate o sapato por causa dessa praga 🙁 Eu mereço rsrsrs

    Beijinhos

  • A praga dos mosquitos está espalhada mesmo, né? rsrsrs Que inseto mais incômoda e insuportável!

    É verdade, o frio que faz na maior parte do Brasil não justifica o custo e o trabalho de colocar calefação. Mas naqueles dias frios e úmidos, bem que um arzinho quente cairia bem, né?

    Beijos

  • Oi Lu, eu de novo, estava lendo o post sobre Stadtlesen e lembrei que hoje começou o Stadtlesen aqui em Saarbrücken, amanhã estou planejando ir lá conhecer, ver do que se trata. Depois te conto, aliás imagino este tipo de evento deve acontecer em mais cidades da , você saberia dizer?
    Bjs,
    Fernanda

  • Oi Lu, dá tempo de comentar? Aqui onde estou morando fez muito calor, algo como 32 graus a noite…pois bem, em um desses dias me arrisquei a levar meus filhos ao 'Freibad'. Menina o que era aquilo de gente…muita, muita gente…piscinão de Ramos da Alemanha. Não sei se volto mais vezes..rsss
    O ap. que estamos morando tem tela em todas as janelas, isso da uma freada boa na mosquitada.
    A propósito, vi que na próxima semana o calor chega de novo!
    Beijos,
    Fernanda

  • Oi, Fernanda
    As piscinas ficam cheias mesmo e algumas aqui ficam no estilo Piscinão 😉
    Nem me fale nesses mosquitos! Eles atormentaram meus dias e noites. Agora melhorou um pouco… coisa esquisita.
    Aqui essa semana já foi mais quente. Ontem estava um abafado sem fim! Altas horas da noite, as folhas das árvores estavam paradinhas! Não corria um ventinho….
    Beijo grande

  • Oba! Depois quero saber sim o que você achou 🙂
    O evento ainda fica até fim de julho aqui pela Alemanha, mas depois ele se concentra mais em cidades na Áustria e na Suíça. Lá no post tem um link para o site Stadtlesen. Logo na primeira página tem um link para as cidades participantes.
    Bjs

Deixe uma resposta para Lu Lou Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *