Feira do Livro de Leipzig

Começa hoje a Leipziger Buchmesse, Feira do Livro que acontece todos os anos no meio do mês de março. A feira em Leipzig é a segunda maior na Alemanha e só perde para a Feira do Livro de Frankfurt. Nos últimos cinco anos, o público tem aumentado bastante e no último ano o número de visitantes ultrapassou a marca de 160.000. A feira recebe em média 2.170 editoras de várias partes do mundo.
 

Cidade da produção editorial

Leipziger Buchmesse

Leipziger Buchmesse

Livros e literatura fazem parte de Leipzig. Ainda na Idade Média, a cidade já abrigava uma grande feira e despontava como importante centro comercial. Em 1409 é fundada a Universidade de Leipzig e por volta do final do século XV, editoras se estabeleceram na cidade.

O primeiro livro impresso em Leipzig foi em 1481. Até por volta de 1530, já haviam sido impressos na cidade mais de 1300 títulos, entre eles obras de teologia, filosofia, direito e matemática, além da impressão de clássicos e até mesmo obras sobre a Reforma Protestante. A partir de 1594, a feira do livro passou a contar com um catálogo dos novos títulos publicados o que era bastante moderno para a época.
Com a Reforma Protestante a cidade tornou-se centro da produção editorial na Europa, posição que só perderia muito mais tarde, no século XX. Devido às censuras imposta pelo imperador católico, Frankfurt am Main foi perdendo seu significado no mercado editorial. É então em 1632 que pela primeira vez a Feira do Livro de Leipzig ultrapassou a feira de Frankfurt, apresentando mais títulos. 
No final do século XVIII e início do XIX, a cidade ganhou novo impulso com a chegada das editoras especializadas em música. Pelo menos metade de todas as partituras do mundo eram impressas em Leipzig. Surgiu o Graphisches Viertel, bairro que abrigava todos os ramos da produção de livros bem como sua comercialização.
Após a Primeira Guerra Mundial, Leipzig foi perdendo a força como centro da produção editoral e com o início da Segunda Guerra o processo foi acelerado. Os bombardeios destruíram 80% do bairro gráfico. Com o fim da guerra, muitas editoras foram para a parte ocidental do país e se estabeleceram em cidades como Wiesbaden, Stuttgart e Frankfurt am Main. Por sua localização, Leipzig manteve seu status de centro de produção editorial da antiga Alemanha Oriental. 

Leipzig liest

Com a Reunificação, as diferenças do cenário editorial entre as duas Alemanhas ficaram claras. Em 1991 surgiu a ideia de expandir a feira para outras partes da cidade, dando uma dimensão de festa literária. 

Em 1992, o programa Leipzig liest foi colocado em prática pela primeira vez. Editoras trouxeram 80 autores para participarem de rodas de leitura, palestras e debates em mais de 160 locais diferentes. Hoje não se pensa mais na Feira do Livro sem esse programa. São 2.800 eventos em mais de 360 locais espalhados pela cidade, transformando Leipzig na maior festa literária da Europa. Desta forma, a feira vai firmando o perfil de aproximar leitores, editoras, autores e profissionais do ramo. 

Dois outros eventos estão integrados à feira: Comics in Leipzig e a Feira de Antiquários. Comics in Leipzig é dedicada aos fãs de quadrinhos, Manga, RPG e Cosplay. A área atrai principalmente o público mais jovem. Não raro você topa com adolescentes vestidos de personangens desse mundo de fantasia. A Feira de Antiquários, como o nome já diz, é o local certo para quem gosta de livros antigos ou procura um título já fora do catálogo.

A feira tem também palestras e seminários especiais para educadores, autores e profissionais do ramo editorial, apresentando novas tendências e capacitando para o mercado.

Para os visitantes

A feira vai de quinta a domingo e fica aberta de 10 às 18 horas. O ingresso custa 13,50 Euros. Há vários tipos de desconto para grupos, famílias, estudantes e grupos escolares. Crianças de até seis anos não pagam.

Quem quer pernoitar na cidade deve procurar o quanto antes uma vaga. Os hotéis, pensões e albergues ficam lotados. Até mesmo para quem vai de Couch Surfing pode ser um problema arrumar um canto para dormir. Porém, dependendo da parte da Alemanha que você está dá para ir e voltar no mesmo dia tranquilamente. 

Você gosta de visitar Feiras de Livros? 

2 Responses to “Feira do Livro de Leipzig

  • Oi Lu!
    não conhecia esta feira…
    Conheço Leipzig e achei uma graça de cidade, com histórias interessantes.
    Fui no museu da guerra de lá, bem bacana.
    Foi lá então que você mencionou que estava voltando…
    Beijosss

  • Foi de lá mesmo que eu estava voltando, Ana.
    Poxa, que pena que você não sabia da feira. Você aí tão pertinho, dava até pra ir e voltar todos os dias 😉 Marque a data: de 13 a 16 de março de 2014 é a próxima.
    Beijinhos,
    Lu

Deixe uma resposta para Ana Gaspar Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *