Quem bate?

É o frio! Desde que a temperatura caiu para abaixo de zero, várias pessoas têm perguntado se vale a pena visitar a Alemanha no inverno. Não é pra menos! Os jornais falam de centenas de mortos por causa da onde de frio e as imagens mostram um completo caos na Europa. É fácil imaginar que a viagem vai ser uma grande roubada: gastar dinheiro, passar frio e não aproveitar nada.
Minha primeira experiência com o inverno alemão foi pancada! Saí do aeroporto e os termômetros marcavam 6ºC negativos. Em certos dias, a sensação térmica chegou a 11ºC negativos. No final da viagem, percebi que aquele medo do frio era infundado: ele não me impediu de fazer nada do que eu queria. O frio afetou meu cérebro? Pode ser porque depois disso, não perdi nenhum inverno e já contabilizo 11 aqui.

Muito importante para o sucesso de sua estadia (temporária ou permanente) na Alemanha durante o inverno é estar vestido adequadamente.  Dicas sobre roupas você pode encontrar aqui.

No inverno? Não!

Tem gente que quer lutar contra a natureza e se revolta que o inverno está frio. Luta e revolta inúteis. Ora, não dá para esperar campos floridos de margarida e lavanda em janeiro, da mesma forma que esperar neve em agosto é irreal. A solução é fazer coisas compatíveis com a estação. Sim, aqui a vida é muito mais guiada pela variação das estações que no Brasil.
Picnics, concertos ao ar-livre, banhos no lago, passear de short e camiseta com os cabelos soltos à brisa só em sonhos nesta época do ano. Andar de bicicleta é uma questão muito pessoal. Tenho vários amigos que não abandonam a ‘magrela’ por nada nesse mundo. Se não tiver caído neve e o percurso for curto até me arrisco a ir de bicicleta. Com neve e gelo na rua, eu confesso que não me sinto segura. Em áreas onde bondes circulam, a neve pode cobrir os trilhos e o risco da roda entrar ali e causar um acidente é grande.
Quem gosta de fotografar com luz natural precisa ter em mente que às 16 horas já está escuro. O jeito é sair de casa cedo, mas não muito porque só clareia por volta das 8. O horário é importante também na hora de planejar visitas a museus, galerias e outras atrações. Geralmente, há um horário de funcionamento especial para o inverno. Algumas coisas ficam até mesmo fechadas.
Vilarejos e cidadezinhas muitas vezes ‘hibernam’. É melhor optar por conhecer cidades maiores que provavelmente terão mais movimento e as coisas estarão todas abertas.

No inverno? Sim!

Existe uma diferença entre tristeza e reserva. O inverno não é triste. É uma estação mais reservada. As atividades são transferidas para locais fechados. Dependendo da cidade, não se vê aquela massa de gente andando pelas ruas, o que pode dar uma sensação de abandono e solidão.
Não posso negar que algumas pessoas são mais afetadas pela falta de luz natural e por causa disso, perdem a energia e ficam deprê.  Tirando esses casos, tenho para mim que alguém pode sentir-se infeliz ou triste, estar numa maré boa ou ruim, independente da estação do ano. Então não há porque evitar o inverno.
Aproveite para visitar museus e exposições, ir ao cinema, teatro ou concerto. Se o negócio é devorar livros regados a xícaras de chocolate quente, faça uma carteira para utilizar as bibliotecas públicas. Além do empréstimo de livros, filmes e músicas, elas organizam rodas de leitura, palestras e oficinas.
Para quem gosta de esporte, não há problema em encontrar quadras fechadas para a prática de diversas atividades. Se o negócio é água, há piscinas públicas aquecidas e cobertas. Algumas piscinas ainda oferecem sauna. Há ainda clubes e centros que além  de sauna e piscina, oferecem massagens. É bom para o corpo e para a mente.
Outra grande pedida do inverno é organizar os amigos para jogar baralho, fazer sessão de filmes, cozinhar juntos ou fazer uma festinha. Não tem neve nem frio que estrague o prazer de estar com bons amigos. Para quem acaba de mudar de cidade, está sozinho e ainda não se enturmou, uma boa pedida é procurar onde há grupos organizados. Nas universidades, é possível encontrar grupos que organizam atividades para estudantes estrangeiros. Plataformas como New-in-town, Internations e Groops são especializadas em conectar pessoas de acordo com atividades de interesse.

Inverno em Berlin

É mais fácil ficar com raiva de não poder participar de tudo que rola pela cidade do que não ter o que fazer. Vou mencionar aqui alguns eventos que já fazem parte do calendário da cidade.
Berlin Fashion Week (de 15 a 20/jan./2013): o evento acontece duas vezes por ano e é parada obrigatória para quem gosta ou é do mundo da moda. Além dos desfiles e da feira, rolam shows e performances por diversos pontos da cidade.
Grüne Woche (de 18 a 27/jan./2013): a feira é voltada para agricultura, alimentação e nutrição. Temas como Fair Trade e produtos orgânicos são a tônica dessa feira para os olhos e o estômago.
Sechstagerennen (de 24 a 29/jan./2013): Gosta de corrida? E de bicicleta? Junte os dois e vá  à tradicional corrida ciclística de pista. Concertos estão programados para animar o público.
 
Transmediale (de 29/jan. a 3/fev./2013): imagine uma ligação entre arte, cultura e tecnologia. Imaginou? É o que o evento promove através de show, palestras, exposições e debates.
Berlinale (de 7 a 17/fev/2013): é uma grande oportunidade de conferir a produção cinematográfica de diversos países. O evento é dividido em ‘seções’ variadas, facilitando na hora de escolher os filmes para assistir. É imperdível seja você cinéfilo ou não!
Lange Nacht der Museen (16 de março de 2013): Visitar um museu à meia-noite? É possível durante o evento, que a partir deste ano deixa de acontecer em janeiro e passa para o último sábado do inverno.
Então, não precisa hibernar e só acordar na primavera. O inverno também é legal; tem beleza e encantos que você pode descobrir.
Você gosta de inverno? O que você faz durante a estação?

8 Responses to “Quem bate?

  • O frio daqui não é nada comparado com o dai mas confesso que bate uma depre em mim sim. Normalmente essa época eu corro pro Brasil.

    Ótimas dicas!!

    Beijao

  • Liza,

    Desde que moro aqui só teve 2 anos que passei o início do inverno no Brasil. Ou seja, a partir de janeiro estava eu de volta à neve rsrsrs.

    Pra mim a luz faz mais diferença do que a temperatura, mas nada a ponto de bater uma depre. Prefiro -15ºC com dia claro do que +10ºC com dia cinzento…

    Bjs,
    Lu

  • Ai que vontade de estar na Alemanha! Rsrsrs
    Podem me chamar de louca, mas eu amo frio. Claro, nunca passei por um inverno com temperaturas tão baixas, mas pretendo!
    Frio não me deixa deprê. Pelo contrário. Me deixa mais feliz. Me sinto melhor no inverno. É bom pra comer, pra dormir, pra se movimentar. 🙂
    No calor, não. A gente tira toda a roupa e ainda sofre. Sem contar a preguiça que dá… Rsrsrs
    E o legal é que em Berlin tem vários eventos, pra todos os gostos. Aqui também tem muitos "festivais de caldos" e outros similares que deixam essa estação muito mais deliciosa!

    Abração!

  • Lu,
    Enquanto morei na Alemanha, eu adorei o inverno…curti bastante a neve com meus meninos (que tomei conta sendo AuPair), mas não esquiei, essa experiência fica pra próxima oportunidade, talvez mais perto, na Argentina mesmo rs
    Passei virada de ano em Berlin, e apesar dos -20ºC foi tudo tranquilo..até que precisei voltar pro apÊ e vou te contar, o frio me DOEU, tive que andar com ajuda pq parecia que meus ossos doíam. Quando fui à Praga, a neve voltou de surpresa pra gente brazuca despreparada achando que já tinha acabado rs e a gente passeava fazendo tours pelos McDonald's da vida, pra esquentar um cadim kk
    O que eu não aguentava mais era usar roupa de frio! Queria taaanto uma blusa sem manga, um shorts…kkk

    Beijooo
    coisademenina-nat.blogspot.com.br

  • Eu também gosto do inverno, Tati. Às vezes acho até que minha produtividade é maior nessa estação. Sem contar que adoro sopas e caldos 😉 então eu aproveito!
    Bjs,
    Lu

  • Realmente tem vezes que o frio dói nos ossos, Nati. Nem precisa estar tão frio… o que mata é o ar gelado 🙁 Nessas horas a gente dá graças a Deus por qualquer bar, restaurante ou loja que está aberto pra se esconder, né? rsrsrs

    Praga apronta essas surpresas, sabe? Eu tive que correr pra comprar gorro e luva, quando visitei a cidade pois já era abril e não imaginava que pudesse estar tão frio… Só que estava!

    Bjs,
    Lu

  • Eu não aconselho ninguem a vir pra cá nessa epoca, pelo menos na Suécia essa semana fez -10 quase todos os dias, pra comer e dormir beleza mas pra fazer programas turisticos é horrível.
    Morro de inveja de quem adoraaaa o inverno rsrs
    Bjoss

  • Renata,
    esta semana tá batendo entre -5ºC e -8ºC, mas a famosa sensação térmica tá abaixo de -10ºC. Sem dúvida é frio e a previsão é que a temperatura caia ainda mais…
    Meu ponto é simplesmente preparar-se, sabe? Não vai deixar de ter inverno, né? rsrsrs Então o jeito é saber como lidar com ele. Eu já vivi a situação contrária: alemães que têm medo de ir no verãozão de +40ºC ou mais e derreterem lá Brasil rsrsrs
    Beijinhos geladinhos,
    Lu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *