Bagunça alemã

Sabe aquela idéia de organização e limpeza que muita gente associa aos alemães? Inclusive já foi falado aqui sobre aquela faxina da primavera, o Frühjahrputz. Pois é, mas tem um outro lado da moeda e ela atende pelo nome de Messie-Syndrom, acumulação compulsiva.

Aquele ármario que não pode abrir a porta que cai tudo; a gaveta que emperra de tão cheia… Conheço gente que vai empilhando revistas e jornais velhos num canto da varanda. Outros vão entulhando tudo que não usam num cômodo da casa que chamam de quarto da bagunça, quarto de quinquilharias, mafuá ou simplesmente quartinho… dá pra imaginar o nível da coisa, né? Mas a situação na qual um/a Messie vive estrapola qualquer idéia de bagunça.

A acumulação compulsiva não é um problema somente dos alemães, mas nesse estágio de falta de higiene, insalubridade e sujeira, eu só conheci quando vim para cá. Até então a mania compulsiva de limpeza era um problema muito mais conhecido pra mim.

Depressão, traumas psicológicos, luto prolongado, solidão, transtorno de adaptação, entre outros, podem levar à acumulação compulsiva. Além de não conseguir colocar ordem e limpar o local onde vive, o/a Messie costuma ter problemas com sua própria limpeza e higiene pessoal também. Não raro se isola do mundo, não atende o telefone nem abre a correspondência, evitando dessa forma o contato com outras pessoas.

A pior reportagem que eu assisti até hoje sobre acumulação compulsiva foi sobre uma senhora que até camundongo morto dentro de casa tinha. A calefação não funcionava. Tinha coisa empilhada até quase o teto impedindo de abrir as janelas e bloqueando a luz. Cozinhava numa panela imunda porque não tinha como lavar louça. A cuba da pia era uma água enlodaçada. A equipe de um programa de TV sobre Messies foi ajudá-la. Depois de desentulhar, foi necessário retirar todo o tipo de revestimento das paredes e do chão para detetizar e passar um anti-fungicida na casa. A senhora recebeu tratamento médico e foi recolocada numa vida normal.

Vários são os programas sobre Messies. Dê uma olhada na introdução desse programa de TV  e no trailer desse outro. Os vídeos estão em alemão, mas as imagens falam por si.

O que você pensa sobre o problema da acumulação compulsiva?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *