Proficiência em alemão

COE: Language Education and PolicySeja para fins acadêmicos, de trabalho ou de moradia, em algum momento, é cobrado o conhecimento na língua alemã. 
Para descrever a competência em línguas estrangeiras, foi elaborado o Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas pelo Conselho da Europa. Desde 2001, ele é usado como parâmetro dentro da União Européia. Esse quadro esclarece o que é esperado do falante nas competências de leitura, compreensão auditiva, escrita e fala em cada um dos níveis.

O CEFR (sigla em inglês do quadro de referências) é utilizado na elaboração de testes de proficiência, materiais didáticos e programas que promovem o ensino de línguas e também como instrumento de auto-avaliação inicial. Através dos parâmetros do CEFR é possível estabelecer, ainda, a equivalência entre os diferentes testes e quadros de referências.
 
Níveis e competências segundo o CEFR  
Falante Elementar
A1pode apresentar-se, apresentar outras pessoas, falar sobre assuntos de caráter pessoal (onde vive e o que possui, por exemplo) e compreender e usar frases simples do cotidiano. Certificado correspondente: Start Deutsch 1
A2 – pode comunicar-se em situações que envolvem temas relacionados à família, ao trabalho e às atividades habituais de forma simples e direta. Certificado correspondente: Start Deutsch 2
Falante Independente
B1 – pode comunicar-se na maioria das situações que ocorrem numa viagem à região onde a língua é falada e expressar-se de forma simples e coerente sobre assuntos de seu interesse pessoal ou que lhe são familiares. Certificado correspondente: Zertifikat Deutsch
B2 – pode comunicar-se com fluência e espontaneidade com um nativo da língua, sem que nenhum dos falantes necessitem de grande esforço de compreensão. Certificados correspondentes: Goethe-Zertifikat B2, Zertifikat Deutsch für den Beruf (ZDfB), Test-DaF 3, DSH-1
Falante Proficiente
C1 – pode comunicar-se de forma fluente e espontânea sem a necessidade de procurar as palavras, utilizando a língua de maneira eficiente na vida social, profissional ou acadêmica. Certificados correspondentes: Goethe-Zertifikat C1,  Prüfung Wirtschaftsdeutsch International (PWD), Test-DaF 4/5, DSH-2
C2 – além de comunicar-se com fluência, espontaneidade e precisão, pode distinguir diferenças de sentido em assuntos complexos. Certificados correspondentes: Goethe-Zertifikat C2, Zentrale Oberstufenprüfung (ZOP) Kleines Deutsches Sprachdiplom (KDS), Großes Deutsches Sprachdiplom (GDS), DSH-3
Os níveis e competências apresentados aqui têm apenas caráter informativo e visam apenas uma auto-avaliação inicial. Para comprovar seu  nível de proficiência é necessário procurar um centro credenciado que aplique um desses testes.
Em qual nível você se encaixa? Você já fez algum desses testes mencionados? Conte sua experiência.

4 Responses to “Proficiência em alemão

  • Mallu Cunha
    6 anos ago

    Olá! Encontrei esse blog lendo o feed do Brazucas no Mundo e gostei da matéria. Faz pouco tempo que vivo na Alemanha, 3 meses, mas nesse meio tempo eu tive que fazer o teste para Start Deutsch 1 no VHS da minha cidade para comprovar o nível A1. O teste foi bom e tranquilo até a parte de ouvir, ler e escrever porque quando chegou a parte de falar, meu Deus, parece que me deu branco e se nao fosse a Ucraniana simpática que fayia teste naquela dia também junto comigo para me ajudar, eu estaria perdida! Mas consegui e já tenho pelo menos o certificado.

  • Parabéns, Mallu! Você já tinha feito algum curso antes no Brasil?
    Esse branco dá nas horas mais impróprias, né? É o nervosismo, a pressão de ter que ter um comprovante. Isso abala… rsrsrs Que legal que a Ucraniana tava ligada, percebeu o drama e quebrou seu galho.
    Um abraço,
    Lu

  • Que legal! Estou cursando o B2! Mas curso alemao há muitos anos… nossa.. rs…

  • Que legal! B2 já é um nível bom 🙂
    Bons estudos para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *